Ibope e Cia: 6º Capitulo de “Matador de Aluguel”

6º Capitulo de “Matador de Aluguel”

Samuel, provoca Édward e consegue o que queria, Virgílio chega no momento em que Édward Briga com Samuel:

Virgílio: Sr. Édward, o que está acontecendo aqui?

Édward: Sr. Virgílio, O Samuel, está levantando suspeitas absurdas contra mim.

Virgílio: Pelo que eu acabo de ver agora, me parece que você é que está errado Sr Édward. Eu vou ter de tomar uma decisão péssima, mas para o nosso bem.

Édward: Sr. Virgílio, você não está pensando eu me prender?

Virgílio: Sim, e obviamente fica afastado de seu cargo, até segundas ordens.

Édward: Mas Senhor, você não pode fazer isso comigo. Deixe eu provar que estão aprontando contra mim?

Virgílio: Posso sim, sou seu chefe. Sr. Édward, você se esqueceu que foi pego em flagrante agredindo uma pessoa? por causa dessas fugas aí, mandei uma outra equipe para investigar o caso das fugas. Sem mais discussões.

Édward: Samuel, seu idiota. Não tem ploblemas, eu sei que você é que está envolvido com essa fuga desses bandidos, já estava suspeitando disso.

Samuel: Pode falar o que quiser, não tem como provar mesmo. Passe bem, ou mal, na cadeia , idiota…

Édward: Agora mesmo eu vou provar que não ajudei ninguém. Gabriel, venha comigo.

Gabriel: ir onde? você não pode sair, está preso!

Policiais: Coloque suas mãos atrás das costas.

Samuel: Que feio em, “senhor” Èdward. (Deboche)

Édward: Eu sei o que fazer, eu trabalho com isso. SEUS IDIOTAS! INFELIZMENTE VOU TER DE FAZER ISSO!

21h50 da noite, Édward, reage e bate nos policiais, entra no seu carro, e foge com Gabriel. Os policiais entram na viatura policial, e começa uma perseguição em alta velocidade:

Policiais: Pare! você só está piorando as coisas para você.

Édward: Pelo contrário, estou tentando melhorar…

Policiais: Não pare de acelerar! vou atirar na roda do carro dele.

Gabriel: Eles vão fazer algo.

Édward: Eu sei, mas eu vou fazer antes. (Édward sai com o carro para fora da rua, e vai para um galpão vazio)

Policiais: Atire!!! (Policial atira na roda trazeira esquerda de Édward) Onde eles estão indo! estamos perdendo eles de vista! ah! droga.

Gabriel: Mas… como? como você pode dirigir tão bem com o pneu furado?

Édward: Cara, já fiz perseguições a muitos anos. Agora só inverteu, eu que fui perseguido.

Gabriel: Onde pretende ir agora?

Édward: Primeiro vou colocar o estepe (Pneu reserva do carro, para problemas como esse), depois, vamos para o restaurante onde tive. Ninguém sabe que estive lá, portanto, não terá policiais lá.

Samuel, telefona para Fabio, e avisa que o plano está dando certo:

Samuel: Está mais facil do que pensei, vamos tirar muito rapidamente o Édward do caminho.

Fabio: Que ótimo, mas soube que existem investigadores no caso dele, como vamos fazer eles acharem as pistas para incriminar o Édward?

Samuel: Já cuidei disso, eles estão do nosso lado, eles mesmos vão criar as provas contra o Édward, com os socos que ele me deu, as provas falsas, ele ter fugido, serão muitos anos de cadeia para ele.

Fabio: Está certo… Cara, e o Édward vai ficar na cadeia? ele não pode fugir e nos atrapalhar?

Samuel: Simples, damos um fim nele lá no presídio mesmo. Ninguém vai suspeitar de nós.

Fabio: Quando tiver novidades no caso, me avise. Até breve (Desligando Telefone).

22h15 da noite, Édward Vai ao restaurante, onde passou a tarde, com Sabrina. Lá, ele, mesmo estando afastado pelo seu chefe, e procurado pelo polícia, continua traalhando como investigador, e procura provas para ajudar a sí próprio, e testemunhas:

Édward: Boa noite, então você é o proprietário do restaurante?

Cesar: Sim, eu mesmo. Então você é investigador? então, o que o senhor veio pedir para mim?

Édward: Os funcionários que trabalharam de tarde já foram embora?

Cesar: Exato, já foram.

Édward: Você tem cameras instaladas no restaurate, pelo que observo. Elas gravam ou somente estão alí de “enfeite”?

Cesar: Gravam sim, mas eu não posso deixar o senhor ter acesso as filmagens. A não ser que tenha em mãos um mandato para que possa entrar na sala das cameras. Quem me garante que você não é um bandido disfarçado, como ocorre com outros estabelecimentos?

Gabriel: Ele não é bandido senhor Cesar.

Édward: Se eu fosse bandido, estaria te assaltado agora Senhor Cesar. Eu não quero entrar lá, eu “PRECISO”, entendido, preciso!

Cesar: Desculpe, mas não posso permetir.

Édward: Acho que vai, ou vou ter de prende-lo, está impedindo minhas investigações.

Cesar: O senhor não pode me prender, está bem! pode entrar, eu mesmo os levo lá na sala.

5 Minutos depois…

Édward: Na filmagem, dá para ver que entrei no restaurante com a Sabrina, às 15h30, e só sai as 21h00. a fuga dos assantante occoreu antes de mim sair do restaurante. Está aí a prova à meu favor!

Gabriel: Passe-nos essa filmagem, queremos ela em mãos. Ah, ligue para os funcionários que já foram embora, e os chame de volta.

Cesar: Mas… está bem.

Os funcionários chegam ao restaurante, e a polícia também, ao passar pela rua, observam o veículo de Édward estacionado, e entram para prende-lo:

Policiais: Édward, você está preso!

Édward: Acho que não! Vejam esta filmagem.

Policiais: O que é isto senhor Édward.

Gabriel: Fale Senhor Cesar.

Cesar: Sâo as filmagens de hoje, deste restaurante.

Policiais: Isso não importa, Édward, você está preso, e nada vai mudar isso.

Édward: Ah importa, e como! Vejam bem eu e a garota, chegando ao restaurante, às 15h30 da tarde, e saindo às 21h00, e pelo que sei a fuga dos bandidos foi às 21h00 por aí, 30 minutos antes de mim sair do restaurante.

Policiais: As filmagens são realmente, uma prova à seu favor Édward, mas você tem mais provas.

Èdward: Sim, os funcionários do restaurante.

Cesar: Por favor, desculpe os encomodar, os chamando para vir de volta ao restaurante, mas não é para trabalhar, é para somente falar o que vocês notaram enquanto este senhor (Édward) esteve aqui.

Funcionários: OLha, a gente trabalha aqui, de tarde e de noite, e enquanto tivemos aqui, ele (Édward) não fez nada estranho, pelo contrário, parecia estar muito bem, conversando com a garota (Sabrina) que estava com ele.

Édward: E aí? ainda vão me prender?

Policiais: Diante destas provas, que são claras, não, mas, da agressão que você cometeu, sim.

Édward: Mas não é possivel! As agressões foram das duas partes, portanto, o Samuel deve ser preso, seu eu for também.

Policiais: Édward, diante dos fatos, não podemos te prender, mas vamos precisar levar a fita e as testemunhas para elas darem seus depoimentos na delegacia.

Édward: Mais um caso resolvido.

Gabriel: Parabens Édy!

As testemunhas dão seus depoimentos, que inoscentam Édward, pois são vários funcionários que falam a favor dele, e a fita do restaurante é vista pelo delegado e por Virgílio. Então, diante das provas, Édward volta a poder investigar os seus casos, e não vai ir preso:

Delegado: Pelas provas que vejo, que são muito claras, e pelos depoimentos, o senhor Édward, fica livre das acusações.

Édward: É um absurdo o Samuel ter me acusado daquela maneira. Tremendo absurdo!

Samuel: quer dizer que vai ser assim? ele vai ficar solto?

Delegado : Sim, vai sim Sr. Samuel.

Virgílio, Evidente, as provas, são claras, sem mais discussões sobre o caso. Até breve. (Virgílio sai da sala da delegacia)

Édward: Acho que vocês me devem desculpas. Mas não preciso de desculpas forçadas.

Samuel: Desgraçado, eu ainda vou acabar com essa sua cara de alegria.

Édward: É mesmo? hum… sabe que tudo isso me deu uma fome? cara, você nã imagina como ser perseguido cansa. (Édward pensa – a justiça foi feita, agora, eu tenho certeza de que Samuel não é somente uma pessoa que tem inveja de mim, mas é criminoso, e é bem capaz de que foi ele quem ajudou os criminosos do Fabio a fugir. Vou ter de investigar tudo isso).
Sabrina está quase chegando na favela, quando é…

E agora? O que vai acontecer com a Sabrina? qual serão as emoções do proximo capitulo?

Agora é acompanhar para saber o que vai acontecer!

 

Autor Da Web Novela: Édward Lewis
Co Autor: Jec Samuel

Anúncios

Publicado em 5 de março de 2012, em Uncategorized e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: